quinta-feira, novembro 13, 2008

A tradição "quase" é o que era...

Tradição de S. Martinho é assar as castanhas e provar o vinho.

No meu caso, a minha tradição não corresponde bem à tradição do ditado. Quer dizer, de há uns anos para cá não corresponde mesmo é a nada! Vinho não gosto e as castanhas fazem-me gases :-)

A minha tradição era outra... bem mais gira e bem mais castiça! Feira da Golegã, de S. Martinho ou Feira Nacional do Cavalo, chamem-lhe o que quiserem. É à vontade do freguês! Até porque o local é sempre o mesmo: o Largo do Arneiro, da famosa vila da Golegã! E aí é que está o espírito da Feira!

Não há cavaleiro, amazona, cavalista ou cavalgadura que não saiba o que é nem tenha lá ido, pelo menos, uma vez que seja na vida. É tão obrigatório como ir a Roma e ver o Vaticano. É uma obrigação da tradição de quem "vive" os cavalos. Não há volta a dar-lhe, todos os caminhos vão dar à Golegã, nesta semana de Verão de S. Martinho.

Há anos que não vou lá... desde que deixei de montar, praticamente. Ir "a pé" à Feira da Golegã não tem o mesmo sabor do que ir "a cavalo". Até porque quem sempre fez a Feira "a cavalo" não a sabe fazer de outra forma. Sem cavalo, não é Feira.
E Kikinhas sem cavalo na Feira da Golegã não é Maria e a Feira sem Kikinhas Maria não é Golegã.

Kikinhas ainda tem o capote e o chapéu de aba larga, recordações de tempos em que ser Marialva lhe estava mais presente no pensamento e na mania.

E como o pensamento tem avanços e retrocessos, Kikinhas já sacudiu o pó às peças de marca da "Impostorice" e vai beber o seu abafadinho da praxe!

Para quem quiser partilhar desta impostorice marialva com toques de cinderela, sábado, no Arneiro da Golegã, lá estará Kikinhas "quase" Maria a passear o seu chapéu e capote!



Imagem roubada de algures....

4 comentários:

Ju disse...

Ó Kikas Maria, a Ju tb foi, é o que o filho do meio da Ju é um lindo cavaleiro :)
B.Ju

Kikas disse...

Ó Ju, que pena não teres passado por aqui antes... Sempre podíamos ter combinado um abafado na manga e um corte e costura a algumas "mal-trajadas"!
Juro-te que vi coisas que me fizeram alguma comichão no nariz... e na língua também ;-))

mtheman disse...

e viste muitas cavalgaduras :P

Kikas disse...

Ah ah ah ah ah
Mtheman, infelizmente, tenho a dizer-te que naquela feira e na maioria das feiras de cavalos, o que não faltam, são as cavalgaduras... chegam a ser mais do que os próprios cavalos :-)))))