quarta-feira, junho 04, 2008

Rapidinhas!

Chegou o dia dos portugueses perceberem como se podem tornar mais europeus (já que só o que se faz lá fora é que é bom...) e tomarem consciência do real preço do petróleo nas suas vidas.
Daí que há uns dias que ando a recolher estes apontamentos noticiosos, já que a minha criatividade para a escrita foi "ceifada" pela minha prof de Comunicação (ver 2 posts abaixo), e pelo que irei apenas comentar cada um deles, cá à minha moda.
Óspois, quem quiser atirar as suas postas de pescada, é à vontadinha, sim?
Porreiro, pá!
'bora lá, atão!
Quatro autarquias da região de Lisboa lançaram um desafio aos funcionários, propondo incentivos para se deslocarem para o trabalho apanhando boleia de colegas, uma alternativa que permite poupar no combustível e melhorar o ambiente, refere a «Lusa».
O sistema, conhecido pela palavra inglesa «carpooling», implica a partilha do automóvel entre pessoas que residem próximo e se deslocam para os mesmos sítios.
As quatro câmaras municipais (Barreiro, Lisboa, Loures e Odivelas), que apoiam o site www.carpool.com.pt, têm uma área personalizada para os seus funcionários, permitindo o registo de utilizadores limitado apenas a quem tenha um email da instituição, entre outras funcionalidades.
Para incentivar os colaboradores, as autarquias oferecem estacionamento gratuito nos parques municipais aos «carpoolers». Os Serviços Municipalizados de Transportes Colectivos do Barreiro (SMTCB) e a Fertagus dão aos aderentes a possibilidade de beneficiarem de lugar de estacionamento reservado e acesso privilegiado à estação. No entanto, o reduzido número de interessados impossibilitou a ideia de avançar.
Tugas, eu não sei qual é o vosso problema. Atão a malta não se anda sempre a queixar "Ah e tal, já não há quem aguente isto, o guito vai-se todo... qualquer dia tenho de ir ali pró Monsanto fazer umas horas extraordinárias para ter guito para a gasosa para ir trabalhar!" e depois surgem estas oportunidades e a malta marimba-se para elas? Eu já estou inscrita neste site p'raí há uns 3 meses e até agora não soube de mais ninguém que tivesse aderido apesar de saber que há vizinhos meus que utilizam o carro para ir até ao Metro (como eu) - pronto, ok, também não sou um GRANDE exemplo mas faço um esforço!
E esta autarquia do Barreiro também é burra! Foram poucos, certo, mas a coisa aos poucos vai-se compondo. De boca em boca, a coisa vai-se espalhando e como todos temos tendência para macaquinhos de imitação ("Eh pá, se o gajo tem eu também quero ter.... se o gajo faz, eu também quero fazer... SE A EUROPA FAZ, EU TAMBÉM QUERO FAZER...")
Continuação da mesma notícia:
O IKEA é talvez a primeira empresa em Portugal a pôr em prática um sistema similar. Fonte da empresa adiantou que muitos colaboradores aderiram já esta modalidade que está implícita na política da própria empresa.
Houve mesmo um caso em que «alguns colaboradores juntaram-se e compraram um carro para partilhar o transporte», adiantou a mesma fonte, acrescentando que estão a ser preparadas mais medidas no âmbito da responsabilidade social e ambiental da multinacional sueca.
in PortugalDiário, 04/06/08
Sabeis que o Sr. Ingvar Kamprad, dono da IKEA e, segundo a revista Forbes, com um património de quase 20.000 milhões de € anda de AUTOCARRO? E como ele há outros que tal. Ministros incluídos... dinamarqueses e holandeses que vão para o "trabalho" de... bicicleta! "Ah e tal mas a Europa é mais segura!" É, é... muuuuuuuiiiiiiiitttttttttoooooooo mais segura! Faz agora 8 anos que estive de estágio em Itália e, para onde quer que fosse em Pádua, ou ia de bicicleta ou de autocarro. Eu e mais de 50% da gente daquela cidade. Mas lá não vivem só italianos e estudantes de Erasmus. Está pejadinha de extra-comunes (extra-comunitários, como eles chamavam aos imigrantes de Leste e Marrocos) e as sirenes dos Carabinnieri não se calavam o dia todo!
Portanto, patrãozinho (meu e vosso) e "patrõezinhos" em geral, para vires da Avenida da Igreja até à Avenida da Liberdade não precisas tirar o Mercedes da garagem. Tens Metro à porta de casa e à porta do escritório. Por acaso tens mais de 20.000 milhões na conta como o patrão do IKEA? Não tens! E gostavas de ter, não gostavas? Atão deixa o c...... do carro em casa!
São os impostos e não os "cartéis" que põem o combustível mais caro. Relatório da Autoridade da Concorrência conclui que não há cartelização de preços. Ainda assim, ministro vai exigir à Galp que torne pública a estrutura de custos e proveitos dos combustíveis líquidos. Baixar IVA e ISP está fora de questão.
Este é um dos títulos de hoje do jornal METRO. Não me dediquei a transcrever na integra a notícia toda porque, com o meu comentário a seguir, isto não fica um post... fica um testamento!
Bem, por um lado não acredito muito que não hajam "cartéis". Isto porque a estrutura de abastecimento petrolífero é, se não me engano e corrijam-me faxavor se estiver enganada, 100% detida pela Petrogal. Ora falar em Petrogal é falar em Galp e pronto, está visto onde quero chegar. É verdade que as gasolineiras ditas "Marca Branca" fornecem combustível igual ao das "boas" marcas. Porquê é que têm, então, preços mais baixos? Porque reduzem os custos de exploração dos postos e optam por margens de lucro mais baixas. "Ah mas a gasolina é misturada com outros líquidos que não gasolina e que estragam o motor (água, dizem as vozes) e algumas avariam os manípulos de modo a que saia mais ar que combustível!" Não acredito nada na história da água na gasolina porque sei de alguém que abastece regularmente nas Marcas Brancas e nunca se lhe avariou o carro por isso. Tenho é várias experiências pessoais e de amigos de abastecimentos que rendem menos e, curiosamente, ocorreram na mesma bomba da GALP.
Quanto aos impostos, meus amigos, temos de viver com eles. É inevitável. Lembram-se de quando o Governo "amortecia" as oscilações do petróleo com €€ do Tesouro? Nessa altura o petróleo era bem mais baratinho e nós tinhamos um buraco orçamental gigante!!! Daí que agora estejamos a pagar pelos erros do passado e havemos de continuar a pagá-los, senão mudarmos algumas filosofias de vida e atitudes. Pois que o Governo é o grande culpado devido à enorme Despesa Pública, é verdade, mas no meu entender estamos a assistir a um remendar destas situações. Acontece é que com isto foram algumas centenas (milhares?) de funcionários públicos para a Mobilidade Especial, que é o mesmo que dizer, para o olho da rua.
Reduzir os impostos não é a solução, infelizmente, porque os preços não vão baixar na realidade. Essa diferença vai é engrossar as contas aos patrões! Pagar melhor salários com isso? Pois, pois...
Adiante... Espanha é mais barato, tem melhor nível de vida, e blábláblá... quem quiser ir que vá. Eu até me mudava para a fronteira mas não tenho oportunidade... se surgir não me chateio nadinha! Eu até gosto da parvalheira!
Outra (e última que já me dói os dedos!):
Buzinão regressou à ponte 25 de Abril
Associação Democrática de Utentes promove iniciativa contra aumento do preço dos combustíveis e pelo fim das portagens
in PortugalDiário, 02/06/08
Só escrevo o título da notícia porque, como disse, já me doem os dedos e vocês já estão fartinhos de me aturar.
Quando é que percebem que estes aumentos não vão parar? A vida está dificil, e muito, para luxos de ir de carro para o trabalho! A Margem Sul até nem está assim tão mal servida de transportes, pelo amor de Deus! Têm Metro de superfície, têm comboio e barco... por favor!
Vou dar-vos um exemplo prático, e real, de uma amiga minha que morava em Paio Pires e trabalhava no Rato. Com uma filha de 4 anos, entrava às 9h no trabalho. Para as voltas que precisava de dar com a miúda, ela saia de casa às 7h 45 (uma hora a que muita gente dos Cacéms e afins também sai de casa ou antes mesmo até, para fazerem o percurso de carro) e tinha que apanhar 3 transportes para chegar ao trabalho (autocarro, comboio, metro). Demorava 1h 10m a chegar ao trabalho. Ela agora vive em Londres (Europa, mais evoluído e melhor, não é?) e quanto tempo demora ela a chegar ao trabalho? .... 1h 15m... será confusão minha ou ela demora exactamente o mesmo tempo que demorava cá em Lisboa?
Pronto, por agora fico-me que vocês já devem estar cheínhos de mim!
Vou só descansar os dedos e já cá passo outra vez :-))))

10 comentários:

Maria Manuela disse...

Olha passei para te dar um beijo....
Hoje de manhã quando ouvi uma notícia bárbara, lembrei-me de ti : A Kikas a esta hora deve estar a passar-se à séria!


Quanto ao post, digo-te que nunca lamentei tanto como agora ter recusado há 10 anos um convite para ir trabalhar para Barcelona...

Cada vez que me lembro disso até fico doente...

beijos

Kikas disse...

Para Barcelona também eu ia!

!Oh si cariño!

Madrid já não tanto... e Sevilha... bem Sevilha... só durante a Feria de Abril!
!Olé!

Que noticia foi essa, M&M?

mtheman disse...

!Oh si cariño!...

tens que me dizer que filmes andas tu a ver... :P

em relação ao post:

1. é já "carpoolaste"??? ou ainda és virgem no assunto :P

2. o gajo do ikea é um extremo... quando cá vem fica instalado numa pensão ranhosa na baixa... desde que soube a história do gajo o tio patinhas ficou catalogado de gastador...

3. a situação dos combustíveis tem muito que se lhe diga... tou a preparar um post sobre isso...

4. quanto às portagens eu só não percebo porque é que no porto existem não sei quantas pontes e não se paga nada e os habitantes da margem sul têm de pagar para vir a lisboa...

Kikas disse...

!Cariño! No son las películas qué viejo pero las classes de español a la universidad!

Não, ainda não carpoolei pk ainda não arranjei companhia. Como disse estou inscrita no site e até à data ninguém por aqui manifestou interesse nisso.

O gajo do Ikea prova que se pode viver sem ser preciso gastar muito. Por isso é que ele desenvolveu o conceito Ikea...

Fico à espera desse post sobre o combustíveis! Acho que temos todos uma palavra a dizer.

Bem vista a questão das pontes no Porto! Haverá algum voluntário do Porto que gostasse de nos esclarecer???

Rocket disse...

kikinhas

ainda andas a gpl? : )

bjinhos cavalinhos

Kikas disse...

Claro Rocket!!!
Nem quero outra coisa!!!
Neste momento, abasteço a 0.679 €/litro e o meu depósito de 40 lts, no circuito citadino, faz entre 460 a 480 kms. Em auto-estrada, pode ir até 580 kms, se não pisar no acelerador :-)
O preço oscila tal como nos restante combustíveis mas é minimo. Enquanto que na gasolina sobre 0.03€ no GPL sobe 0.015€ ou nem isso...
Porquê, estás interessado em saber mais sobre o GPL?

Sabes que já fizeram testes num Boeing 747 com o maior dos sucessos?

mtheman disse...

andas a gpl??? quando atestas não ficas cheia de gases :P

Kikas disse...

É, Mtheman, mas enquanto os outros ficam encostados "à bomba" eu ando sempre a es"gaz"ear por aí ;-))

(Não sabias? Já havia apresentado o meu gasoso num outro post... olha aqui http://blogdakikas.blogspot.com/2007/08/gpl-um-amigo-duplicar-no-polui-o.html)

Maria Manuela disse...

Opá era uma notícia sobre a morte de 9 cavalos mortos barbaramente sem motivo aparente...

beijos

Kikas disse...

ah, já sei... pois é, isto acontece quando as pessoas não têm educação. Tanto os donos dos animais que os deixam pastar à solta, ao contrário de os porem em cercados, e que depois não assumem as despesas dos estragos que os animais fazem como os que os que só sabem resolver os assuntos aos tiros... enfim, a mentalidadezinha portuguesa não dá para mais...