terça-feira, janeiro 01, 2008

Coincidências ou testes da vida?

2007 terminou com um sabor estranho... sabor agreste, com muitos palavrões de raiva proferidos mesclados num riso estúpido e incontrolável de nervosismo. Sabor a mais um teste que a vida nos coloca tantas vezes à frente, partida do destino ou, simplesmente, coincidência?

Após uma viagem de quase 300 kms e a 3 de chegar a casa cruzo-me na estrada com a última pessoa que esperava ver em 2007 ou, até mesmo, futuramente. O que vale é que mudei de carro ou agora estaria a escrever outra coisa diferente.

No fundo, a vida é engraçada. De vez em quando, coloca-nos em situações engraçadas, imprevisíveis... e qual será o objectivo? Um teste? Ou estará escrito nas páginas do destino que me irei cruzar com ele, de quando em vez?

São perguntas a que o tempo vai dar resposta. Eu não vou mexer um dedo que seja.

10 comentários:

Marta disse...

Se tiveres que te cruzar com ele, isso irá acontecer quando menos esperares e sem que precises de mexer o que quer que seja! Mas nada acontece por acaso!

beijinho e bom ano

Kikas disse...

E sabes de outra coisa Martinha? Há 2 ditados muito antigos que se concretizaram ao mesmo tempo: "A vingança serve-se fria" e "Deitar-te-às na cama que fizeres"

Descobri uma coisa que me deixou com dores de barriga de tanto me rir e o melhor de tudo é que não precisei de mexer um dedinho que fosse para ser vingada! A vida tratou disso, simplesmente apenas pela soma dos dias... LOL!!!

bruno disse...

a vida é feita de (des)encontros e...

pela ordem que quiseres.

mas há sempre dias em que o passado volta, e pode até ser para nos sorrir...

mtheman disse...

mas conta lá... espetaste o dedo ou não durante a passagem :P

Daniela disse...

se é quem eu penso, acho que fizeste tu muito bem!!

Kikas disse...

Mtheman,
"espetaste o dedo"? Não percebi...

Dani,
esse mesmo que estás a pensar :-(

Anyone disse...

A vida muitas vezes prega-nos partidas. Sabes que o que tiver de acontecer acontece, não precisas mexer nenhum dedo!

Beijinhos ;)

mtheman disse...

eu passo a explicar...

tu disseste: "São perguntas a que o tempo vai dar resposta. Eu não vou mexer um dedo que seja"

e eu questionei se quando te cruzaste na estrada com a última pessoa que esperavas ver mexeste um dedo que seja :P

Kikas disse...

Mthemen,

não mexi nem vou mexer. O que tinha a fazer fiz na altura devida, a pessoa decidiu ir por outro caminho, mas tentou manter-me sempre em stand-by. Eu fartei-me de estar na prateleira e fiz-me à vida. Entretanto, a vida encarregou-se de lhe dar a lição que ele tanto merecia. Portanto, não há mais nada a fazer. Se a vida me voltar a pôr essa pessoa no caminho, isso só depois se verá. Mas eu não irei atrás dele!

Catarina em Lx disse...

Ele há coincidências do caaaaa....mandro!!!!!